‘Najila na cadeia! A Najila é piriguete’: a manifestação a favor de Neymar em SP

0

Segundo pesquisa, 62,8% da sociedade acredita que o jogador é inocente da acusação de estupro feita pela modelo Najila Trindade, enquanto 14% o define como culpado – outro 23,2% não soube responder.

Por Rafael Bruza e Bruna Pannunzio

Na última quinta-feira (13), um grupo de pessoas fez uma manifestação a favor do jogador do Paris Saint-Germaint e da seleção brasileira, Neymar, durante depoimento do jogador na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro (SP). O ato ocorreu diante da 11ª DP, onde os manifestantes fizeram cânticos contra a modelo Najila Trindade, que acusa o atleta de estupro.

“Najila na cadeia!”, cantou o grupo, segurando um cartaz escrito “Que a verdade seja dita”.

Após cantar “a Najila é piriguete, ô ô”, um dos manifestantes foi questionado pelo Independente pelo motivo das críticas dirigidas à modelo.

“Ela é uma sem vergonha. Uma interesseira”, disse um manifestante, que seguiu cantando “a Najila é piriguete, ô ô”.

“Que a verdade seja dita. Isso é um golpe, ela é golpista”, concluiu.

O grupo se somou à multidão que aguardou o depoimento de Neymar na delegacia da mulher, durante mais de 3 horas.

Antes de sair do local numa van preta, o jogador falou rapidamente com a imprensa.

“Agradeço o carinho de todos. Estou tranquilo e agradeço as mensagens que recebi até agora. A verdade aparece cedo ou tarde”, disse o atacante

A promotora Flavia Merlini, que é uma das três especialistas designadas pelo Ministério Público para acompanhar as investigações, informou que Neymar negou o estupro e agressão contra a modelo Najila Trindade.

“Ele respondeu a todos os esclarecimentos. A partir de agora, a doutora Juliana (Bussacos), vai tomar outras diligências necessárias até a conclusão do inquérito. Como o inquérito é sigiloso, não podemos divulgar quais serão as outras diligências. Ele respondeu todas as perguntas de maneira satisfatórias. Ele negou o crime”, disse a promotora. Além de Flávia Merlini, também acompanham o depoimento as promotoras Estefânia Paulin e Kátia Peixoto.

Recentemente, o Paraná Pesquisas informou que 62,8% dos brasileiros acredita que o jogador é inocente da acusação de estupro feita pela modelo Najila Trindade, enquanto 14% o define como culpado.

Outro 23,2% não soube responder.

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook

Comments are closed.